Notícias

Voltar

 

Notícia publicada no dia: 10/02/2015

Pesquisa aponta os melhores cartões para trocar pontos por passagem aérea

A associação de consumidores Proteste fez uma pesquisa e listou os cartões de crédito mais vantajosos para quem quer acumular pontos, converter em milhas e trocar por passagens aéreas.

No total, foram avaliados 76 cartões de nove instituições financeiras, assim como os programas de milhagens de quatro companhias aéreas nacionais.

Os pesquisadores simularam um gasto mensal de R$ 1.500 nos cartões durante dois anos. O levantamento foi feito por meio de pesquisadas por telefone, nos sites das empresas e presencialmente, entre outubro e novembro de 2014.

A Proteste apontou as melhores opções para três situações: para quem quer acumular pontos sem pagar anuidade no cartão; para quem tem cartão vinculado a programa da companhia aérea; e para o consumidor cujo objetivo é acumular o máximo possível de pontos no cartão.

Para quem quer acumular pontos sem pagar anuidade

Para quem quer acumular pontos sem pagar anuidade no cartão de crédito, a melhor opção, segundo a associação, é o cartão Santander Free, que troca pontos nas companhias Gol, TAM, Azul, TAP, Delta, Aeroméxico, Iberia Plus e LAN.

Com o gasto médio mensal de R$ 1.500 por dois anos, o cliente desse cartão consegue acumular 12 mil pontos.

A Proteste alerta que quem possui esse cartão precisa ficar atento porque, no mês em que ele não é usado, é preciso pagar uma taxa de R$ 19,90. Além disso, para a primeira transferência de milhas, é preciso somar no mínimo 10 mil pontos.

Cartões vinculados a companhias aéreas

No caso do consumidor com cartão de crédito vinculado a programa da companhia aérea, a Proteste apontou vários que convertem automaticamente todos os valores pagos em milhagem e usam boas taxas de conversão.

São eles: TAM Itaucard 2.0 (vinculado ao programa de fidelidade da TAM), TudoAzul Itaucard 2.0 (Azul), Bradesco Smiles (Gol), Banco do Brasil Smiles (Gol), HSBC Delta Sky Miles (Delta) e Citi AAdvantage (American Airlines).

Com o gasto mensal de R$ 1.500 em dois anos, o consumidor terá acumulado mais de 27 mil pontos nos cartões Banco do Brasil Smiles Platinum Mastercard ou no Bradesco Smiles Platinum, por exemplo.

No caso do TAM Itaucard 2.0 Platinum Mastercard e do TudoAzul Itaucard 2.0 Internacional Mastercard, serão mais de 20 mil pontos.

A associação destaca, no entanto, que a anuidade desses cartões costuma ser maior. Além disso, nesses casos, só é possível usar os pontos nas companhias às quais os cartões estão vinculados.

Cartão que permite maior acúmulo de pontos

Os interessados em acumular o máximo possível de pontos no cartão de crédito têm como opção o Banrisul Visa Infinite.

Cada dólar gasto neste cartão faz o cliente acumular 2,2 pontos, que podem ser trocados por milhas Smiles (Gol) e Multiplus (TAM).

Neste caso, usando os mesmos parâmetros de gastos e tempo, o consumidor consegue acumular no cartão Banrisul Visa Infinite um pouco mais de 30 mil pontos.

A Proteste alerta, porém, que é exigido um mínimo de 8.000 pontos para cada transferência. E, para aderir aos cartões com essa taxa de conversão, é preciso ser convidado pelo banco.

Associação cita cuidados na hora de fazer a troca

A Proteste diz que, para quem consegue pagar a fatura do cartão em dia, fazer todas as compras no cartão de crédito é uma boa chance de juntar pontos, que poderão ser trocados por milhas futuramente.

A orientação da associação é que, antes de adquirir um cartão de crédito com foco nas milhagens, o consumidor leve em conta quais são as companhias parceiras do cartão, a taxa de conversão de pontos, as regras para transferências de pontos para viajar, o valor da anuidade do cartão e a validade dos pontos.