Notícias

Voltar

 

Notícia publicada no dia: 27/01/2015

Preço de material e mão de obra sobe e pressiona inflação da construção

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M), que mede a inflação do setor, subiu para 0,70% em janeiro, depois de avançar 0,25% no mês anterior, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Em 12 meses, o indicador acumula alta de 6,74%.

Subiram os preços relativos a materiais, equipamentos e serviços. De uma alta de 0,27%, o índice passou para 0,62%. O índice referente à mão de obra registrou variação de 0,77%, contra 0,24% em dezembro de 2014.

Seis capitais apresentaram aceleração em suas taxas de variação: Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. Em contrapartida, Recife registrou desaceleração.

Confiança
O Índice de Confiança da Construção (ICST), também divulgado nesta terça-feira pela Fundação Getulio Vargas, recuou 6,1% em janeiro de 2015 em relação ao mês anterior, alcançando 90,8 pontos, o menor nível da série iniciada em julho de 2010.

“Depois de anos lidando com a falta de mão de obra qualificada, o empresário da construção agora vê como maior problema a demanda fraca em todos os seus segmentos. Assim, a forte retração do emprego observada no último trimestre de 2014, não deve ser compensada nos próximos meses. O maior pessimismo indica uma continuidade do movimento de redução da atividade e do emprego”, diz Ana Maria Castelo, coordenadora de Projetos da Construção da FGV/Ibre, em nota.