Notícias

Voltar

 

Notícia publicada no dia: 17/12/2014

Dólar opera em alta nesta quarta, após fechar em R$ 2,73 na véspera

 

 

 

O dólar opera em alta nesta quarta-feira (17), após alcançar R$ 2,76 durante a sessão passada em meio ao tombo da moeda russa, à baixa dos preços do petróleo e às dúvidas sobre o futuro do programa de intervenção do Banco Central brasileiro, de acordo com a agência Reuters.

Às 9h20, a moeda norte-americana avançava 0,38%, a R$ 2,7461 na venda, após subir 1,87% na sessão passada e renovar a máxima de fechamento em quase 10 anos.

Os mercados seguem atentos à crise na Rússia, onde a moeda vem se desvalorizando fortemente por conta da baixa dos preços do petróleo e pelas sanções ocidencais devido à Ucrânia.

Após o fechamento, o BC anunciou para esta sessão dois leilões de venda de até 1 bilhão de dólares ao todo com compromisso de recompra. Na operação que acontecerá entre 15h e 15h05, a data de recompra será de 3 de março e, no leilão realizado entre 15h15 e 15h20, a data de recompra ficará em 2 de junho.

Nesta manhã, o BC também dá continuidade às intervenções diárias no mercado de câmbio, ofertando até 4 mil swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólar, com vencimentos em 1º de setembro e 1º de dezembro de 2015. O BC fará ainda mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em 2 de janeiro, que equivalem a 9,827 bilhões de dólares, com oferta de até 10 mil contratos. Até agora, a autoridade monetária já rolou cerca de 60% do lote total.

Na terça-feira (16), o dólar fechou em alta pelo quinto dia seguido, reagindo à intensa aversão ao risco nos mercados globais, após a forte alta dos juros da Rússia na noite passada se mostrar insuficiente para evitar o tombo do rublo e em meio à contínua queda dos preços do petróleo. A moeda norte-americana fechou cotada a R$ 2,7355, em alta de 1,87%. Na máxima do dia, chegou a R$ 2,7614.

O valor de fechamento foi novamente o maior desde 2005 - máxima que a moeda vem atingindo nas últimas semanas. No dia 28 de março daquele ano, a divisa fechou a R$ 2,7385, de acordo com dados do Banco Central. Nas últimas cinco sessões, o dólar acumulou valorização de 5,29%